B i o g r a f i a

CRISTINA MADEIRA

17 de Abril de 1969

 

Carla Cristina Madeira, nasceu no Bairro Alto, onde viveu até aos dez anos de idade.

 

Já menina de corpo e mulher de alma grande, cantava no coro da capela do bairro no largo do Rato e já ali as pessoas que a ouviam diziam “temos fadista”.

 

Depois nas festas da cidade de Lisboa pelos santos populares,

Mas o fado gritava-lhe na alma e logo cedo assumiu-o como a sua forma de expressão musical.

 

Mãe de família, lutadora nata, nunca baixou os braços, pois não nega a raça de mulher guerreira, contra ventos e mares. Não desiste de levar aos apaixonados do fado o que existe de mais sincero e genuíno .

 

A sua fama foi passando de boca em boca, aquém e além fronteiras. Solicitada para cantar nos mais diversos países em casas de espetáculo e especialmente em embaixadas quer em Portugal quer no estrangeiro. Embaixadores e embaixatrizes rendem-se a forma como canta o fado e como saem de alma cheia. Numa delas os duques de Bragança, integravam na sua plateia

 

Cristina Madeira integra o elenco de uma das mais conceituadas casas de fado de Lisboa, o clube do fado onde centenas de pessoas a ouvem e saem deslumbrados com a forma como canta e encanta os presentes, sejam eles portugueses ou estrangeiros.

 

Com vários discos gravados e a preparar já o próximo, Cristina Madeira continua e deliciar quem a ouve nos espaços onde canta semanalmente e prepara a sua digressão para breve na Europa.

Um dos seus companheiros de profissão, Lelo Nogueira

Viola de Fado, fez parte do conjunto de guitarras de Amália Rodrigues, que continua a encantar-nos na forma como toca.